13 set


Ontem quando acordei me lembrei de você, não me pergunte o motivo porque ele não existe, ainda não o inveitei. Fechei meus olhos e voltei na ultima vez que meus olhos conseguiram te seguir, mas subitamente me lembrei do momento em que você sumiu de minha vista. Perdi a vontade de levantar, fechei meus olhos e tentei voltar a dormir, pelo menos você estava perto de mim, no sonho. Mas não é sempre que consigo continuar meus sonhos, e como estou de falando de você isso parecer se tornar impossível, respirei fundo e me levantei, abri meu guarda-roupa seu perfume, percebi então que não foi só em minhas lembranças que você ficou, ainda conseguia sentir o seu perfume na madeira, e aquilo não foi muito legal. Sua letra estava em minha parede, no meu espelho, na minha agenda, na minha pele… no meu coração. Suas promessas ainda mantinham a minha esperança viva, mas ele morre a cada dia, a cada tarde cinza, a cada noite sem estrelas, a cada vez que demoro a dormir… seu fantasma ainda me assombra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: